A Bolloré Logistics Portugal enviou mais de 25.000 painéis solares para a construção de uma central de energia renovável de 7,5 megawatts (MW) no Burundi. Esta operação, realizada em parceria com as equipas de logística da Bolloré em Portugal e no Burundi, decorreu em várias etapas e num período de apenas quatro meses.

No total foram 150 os contentores transportados por mar, a partir de vários portos na Ásia e na Europa, para Dar Es Salaam, para serem transportados por estrada através de um corredor de 1.400 km, ligando a costa da Tanzânia a Mubuga, a 100 km da capital Bujumbura, na província de Gitega, no leste do Burundi.

Este projecto, liderado pela multinacional Gigawatt Global e premiado como Projecto do Ano 2020 pelo Fundo Fiduciário de Parceria para Energia e Meio Ambiente na África EEP, deve permitir aumentar em cerca de 15% a capacidade de produção de eletricidade daquele país.

“Neste, como noutros projectos industriais, a Bolloré Logistics tem uma oferta dedicada e contou com a sua rede de especialistas em termos de coordenação e gestão do projecto, incluindo apoio, aconselhamento e gestão de todas as operações através de um sistema de informação integrado capaz de proporcionar visibilidade e controlo completos em toda a cadeia de abastecimento”, explica o prestador de serviços logísticos em comunicado.

“A Bolloré Logistics Portugal orgulha-se de ter participado na realização deste grande projecto que visa garantir o fornecimento de energia a cerca de 90.000 pessoas e empresas do Burundi” declarou Romeo da Silva, CEO da Bolloré Logistics Portugal, citado na mesma fonte.

Share This

Partilhar este artigo