Em Junho de 2020, João Botelho foi eleito presidente da Associação Portuguesa de Compras e Aprovisionamento (APCADEC), e assumiu o cargo num ano marcado pela pandemia de COVID-19 que gerou tantos desafios.  Ainda assim alcançaram-se resultados e algumas das tendências geradas pela pandemia vieram mesmo para ficar.

2020 foi, de facto, um ano desafiante e a APCADEC não foi excepção. Apesar de ter sido necessário trabalhar remotamente, João Botelho diz ter sido um ano gratificante pela resposta dos associados e parceiros da associação. “Temos conseguido mais associados e mais parceiros e, portanto, tem sido muito compensador. E como já estamos tão habituados a trabalhar neste registo, acreditamos que a passagem para um mundo mais ou menos normal vá potenciar ainda mais todas as vantagens para os nossos associados”, refere.

De acordo com o responsável, a pandemia veio mostrar a importância das compras nas organizações, bem como dos profissionais de compras, pois “de repente, lembramo-nos que é preciso comprar um conjunto de materiais que pouca gente ou ninguém conhece ou sabe comprar”. Esta situação resultou no facto de as empresas se apoiarem ainda mais nas áreas de compras e nos seus profissionais para fazer face a estas necessidades e conseguir suprir estas necessidades de fornecimentos, segundo João Botelho.

De facto, “é nos tempos difíceis que se vê a fibra das pessoas e das organizações”, afirma o presidente da APCADEC. As empresas estão agora a encarar a área de compras de uma forma diferente, o que significa que “estamos a conseguir mostrar o valor que aportamos para as operações e para a continuidade do negócio das organizações”.

Uma das tendências impostas pela pandemia foi o teletrabalho. Actualmente, algumas empresas optam pelo regime misto, um sistema que João Botelho acredita que irá reforçar as equipas. “Quando estamos num regime híbrido conseguimos ter a eficiência de estar em teletrabalho e por isso mais focados, mas por outro lado, faz-nos falta esta vertente humana de interacção que vai poder ser colmatada com o regime híbrido”, explica.

João Botelho acredita que a APCADEC está a entrar numa nova fase da sua história. Esta direcção tem como objectivo aumentar a notoriedade da associação junto dos profissionais de compras e junto das empresas, traduzindo-se na implementação de três pilares estratégicos: aumentar a proposta de valor para os associados; promover mais e melhor formação para os profissionais de procurement, bem como a certificação dos mesmos, parcerias e reconhecimento. Pensamos que estamos no caminho certo, mas ainda há muita coisa a fazer.

Pode ler a entrevista completa AQUI.

Share This

Partilhar este artigo