A Amazon está a equacionar avançar com a construção de um centro de distribuição em Badajoz, segundo avançou na sexta-feira passada (20 de Novembro) alguma imprensa espanhola, e pode vir a ocupar uma parcela de 200 mil metros quadrados, na Plataforma Logística do Sudoeste Europeu, junto à fronteira do Caia.

Será a partir dali que a Amazon pretende enviar as encomendas para toda a Europa e, se o plano sair do campo das intenções, logo na primeira fase poderá criar 1000 postos de trabalho directos, um número que poderá duplicar nos anos seguintes.

Esta localização geográfica do centro poderá ser estratégica e com impacto nacional, uma vez que em 2024, já deverá estar concluída a construção do troço ferroviário entre Évora e a fronteira de Caia e também tem conclusão prevista para essa altura a modernização do troço entre Sines e Grândola, que dará acesso à ligação transfronteiriça, pelo que tanto o porto de Setúbal como o de Sines poderão ser infra-estruturas a considerar na estratégia logística da gigante norte-americana.

Neste momento, o projecto está em consulta pública e deverá ser considerado de interesse regional.

Share This

Partilhar este artigo