Já existem vários casos de municípios que têm colaborado entre si de modo a melhorar as suas vantagens de aquisição. Trata-se de uma compra estratégica por parte dos mesmos, conseguindo melhores preços e mais vantagens colaborativas através destas colaborações.

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, através dos seus serviços e da sua central de compras, implementou um sistema que permite responder às necessidades de 19 municípios relativamente à pandemia de Covid-19, através das compras conjuntas.

As primeiras encomendas já chegaram à Região e estão a ser distribuídas. Ao mesmo tempo, também está a ser criada uma reserva estratégica para ajudar os municípios em situações de maior necessidade, disponibilizando os equipamentos de forma faseada consoante as necessidades de cada um e disponibilidade do mercado.

Também a OesteCIM, a Comunidade Intermunicipal do Oeste, está a centralizar as compras de 12 municípios da região para fazer face a esta pandemia. As compras abrangem materiais médicos e de protecção, sendo que até ao início do mês de Abril o investimento já era superior a 300 mil euros.

Ainda até essa data, as compras foram de cerca de 40 mil máscaras, meio milhão de pares de luvas, 40 mil litros de hipoclorito de sódio, 2 mil batas, 1.605 fatos, 500 óculos de protecção e cerca de 3 mil unidades de álcool gel/desinfectante.

No âmbito da defesa do conceito de economia circular, a OesteCIM tem feito as suas compras maioritariamente em empresas da região. As câmaras municipais, por sua vez, pagam à Comunidade Intermunicipal os produtos adquiridos pela central de compras, que por sua vez são distribuídos pelos seus funcionários e também, de forma gratuita, por diversas IPSS’s dos respectivos concelhos, bem como por Centros de Saúde e das três unidades do Centro Hospitalar do Oeste (Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras).

Share This

Partilhar este artigo