Começou ontem em Lisboa a cimeira tecnológica que, pelo quarto ano consecutivo, atrai à cidade milhares de pessoas ligadas à economia digital. Empreendedores e investidores procuram negócios e oportunidades ligados à inovação e tecnologia e a logística também sobe ao palco.

A startup nacional HUUB, que em 2018 foi distinguida como “Breakout Startup” na Web Summit pelo seu potencial, regressa este ano para partilhar a sua experiência como empresa que conseguiu um crescimento exponencial no último ano. A HUUB, que faz a gestão integrada e ponta-a-ponta da cadeia de abastecimento dos seus clientes, vai subir ao Growth Summit Stage da Web Summit e explicar como conseguiu crescer através da angariação de investimento, nomeadamente da Maersk.

No último ano, a HUUB viveu um período de rápido crescimento de 100% do seu rendimento anual, face ao ano anterior. Durante o mesmo período elevou o número de marcas no seu portefólio para 70 e prevê continuar a expandir a sua estrutura de colaboradores que rondará os 100 membros até final de 2019. Na base da evolução do último ano está a gigante multinacional de logística Maersk e o seu investimento de 1,5 milhões de euros, um impulso para as ambições da startup portuguesa, que quer afirmar-se como a Amazon do mundo da moda.

Quem também renova este ano a sua presença na Web Summit é a portuguesa Rangel que irá apresentar na zona de exibição A 719 a solução “e-commerce Full Service”. Segundo explica a empresa “trata-se de um serviço de logística completo para e-commerce, dirigido às empresas que querem melhorar ou dar o salto para as vendas online”.

   Na Web Summit, a Rangel tem vindo a apresentar uma solução integrada que assegura todas as componentes do retalho online

Vários estudos internacionais apontam que a logística/distribuição é um dos principais motivos para não ser fácil vender internacionalmente. Como resposta a este desafio, a Rangel tem vindo a apresentar uma solução integrada que assegura todas as componentes do retalho online, desde o desenvolvimento de plataformas, serviços de logística e transporte, passando pelo marketing digital e também pelo apoio ao cliente, potenciando a internacionalização das empresas portuguesas no mundo digital global.

Nesse sentido, para além da possibilidade de transporte para mais de 220 países e territórios, nas diferentes modalidades terrestre, aéreo e marítimo, a Rangel coloca à disposição das empresas um conjunto de soluções, como o e-commerce Full Service, Omnichannel e Last-Mile, que lhes permitirá vender os seus produtos de Portugal para o mundo, de forma rápida e flexível, tendo sempre como objectivo último proporcionar a melhor experiência ao consumidor.

No palco estará também a Everlog, convidada pela Fujitsu para participar no Web Summit Lisboa, de 4 a 7 de Novembro de 2019. A Everlog apresentará as suas soluções num dos palcos para um grupo de investidores, empresas e entusiastas da inovação tecnológica. Foi seleccionada pela Fujitsu através do Fujitsu Innovation Challenge, competindo com startups do mundo inteiro para embarcar nesta jornada de inovação e tecnologia.

A Everlog nasceu do propósito de facilitar processos de gestão de transportes, desenvolvendo soluções acessíveis que optimizam e descomplicam a monitorização das entregas e facilitam as cotações de fretes.

Mais de 100 mil entregas

A Pegaki, liga sites de e-commerce a lojas físicas para entrega de mercadorias e é outra das presenças na que é considerada uma das maiores conferências do mundo dedicada à  tecnologia.

Segundo o CEO e sócio-fundador desta rede brasileira de pontos de recolha, João Cristofolini, o convite é reflexo do sucesso do modelo no País. “Ser uma das empresas seleccionadas para participar num evento internacional desta envergadura é uma grande honra. Logística é um gargalo profundo do e-commerce no Brasil e entendo que o modelo de pick-up points vem apresentando uma solução consistente para a questão. Sinal de que estamos no caminho certo”, afirma.

A empresa já realizou mais de 100 mil entregas, mas não são só os grandes sites de comércio online que podem contar com os serviços da Pegaki, já que a startup também oferece uma solução para os pequenos empreendedores. Para esse público, a empresa disponibiliza o serviço de drop off points, que permite que lojas online que realizam até vinte vendas por dia deixem o produto num dos pontos de recolha da Pegaki para que os grandes transportadores parceiros da rede levantem as encomendas e procedam à sua entrega na casa do cliente.

Também a DHL Express vai mais uma vez ter presença activa na Web Summit. O principal objetivo é cimentar a aposta da companhia na área das soluções inovadoras e das novas tecnologias, que estão a avançar muito rapidamente na cadeia de abastecimento e a moldar o sector de transporte expresso internacional.

Para a DHL Express a participação na Web Summit é uma excelente oportunidade para promover a inovação e as competências dos seus serviços e soluções, bem como explorar novas oportunidades de negócios.

A líder global de negócio expresso internacional vai estar presente com um stand, onde será possível realizar uma visita virtual aos seus Hubs globais, através de VR Glasses e assim “viajar“ pela extensa cadeia logística que assegura, diariamente, o serviço de excelência da DHL Express.

Na área de exposição da DHL Express vai ser possível ver de perto o drone DHL Parcelcopter, a solução totalmente automatizada e inteligente, que tornou a DHL na primeira empresa de transportes expresso a disponibilizar o serviço de entregas last mile em áreas urbanas da China. Vários especialistas do Innovation Center vão estar 100% disponíveis para explicar às diversas empresas e startups presentes no evento, que a DHL é o parceiro ideal para os ajudar a desenvolver os seus negócios ou aconselhar nas suas estratégias de internacionalização.

O Web Summit decorre de 4 a 7 de Novembro, no Parque das Nações. Passe por lá.

Notícia editada e alterada a 6/11/2019

 

Share This

Partilhar este artigo