Jeff Bezos, detentor da Amazon, anunciou no decorrer de uma conferência de imprensa em Washington, uma campanha para ajudar a cumprir o Acordo de Paris, que procura atingir as emissões zero até 2050. Segundo o CEO, a medida adoptada chama-se “O Compromisso Climático” (do inglês “The Climate Pledge”) e é através dela que pretende atingir a meta da neutralidade de carbono até 2040, e incentiva as outras empresas a seguirem o mesmo caminho.

Segundo um dos homens mais ricos do mundo, “a Amazon é a primeira da lista”, e deverá incluir outras empresas. A gigante do e-commerce era uma das principais produtoras de dióxido de carbono, devido à grande frota a nível mundial que garantia entregas rápidas aos seus clientes, pelo que Bezos anunciou que irá investir 100 mil camiões eléctricos à Rivian, cujas primeiras unidades estarão disponíveis em 2021.

“Vamos usar a nossa influência e a nossa dimensão para mostrar o caminho”, explica Jeff Bezos, avançando que se compromete que a Amazon atinja 80% de energias renováveis até 2024, e 100% até 2030, de modo a alcançar a neutralidade carbónica até 2040.

Também defende que se uma empresa com uma dimensão como a da Amazon, que entrega mais de 10 mil milhões de pacotes por ano consegue cumprir as metas até 2040, “todas as empresas podem fazê-lo”.

O CEO também aproveitou para anunciar o investimento de 100 milhões de dólares na restauração e protecção de florestas, zonas húmidas com a The Nature Conservancy, um investimento na responsabilidade ambiental.

Share This

Partilhar este artigo