A empresa portuguesa de peças metálicas ETMA está a procurar investir na República Checa, instalando uma unidade industrial na Europa central para onde iria transferir parte da produção de peças metálicas de pequena dimensão para os sectores automóvel e eléctrico.

Segundo avança o Negócios, este investimento vem no seguimento de ter contratado uma operação logística de mil metros quadrados em Karlovy Vari, a cem quilómetros de Praga, e subcontratado algumas operações de assemblagem de modo a flexibilizar a produção.

Mário António Braga, CEO da ETMA, avança que este investimento está “em cima da mesa”, faltando-lhe apenas um parceiro de negócio local importante para avançar com a externalização, colocando como alternativas a Polónia e a Hungria, onde também têm grandes clientes, mas onde a mão-de-obra qualificada para este sector é escassa, procurando que esta tenha também preços competitivos que tornem viável esta operação.

O CEO destaca a importância que esta unidade poderia ter para responder a eventuais necessidades de emergência, podendo responder em poucas horas a emergências que, através de Portugal, demoraria muito mais tempo a chegar a estes destinos.

“Hoje a indústria quer os fornecedores à porta, de preferência até dentro das suas próprias instalações, com equipamentos e trabalhadores”, explica Mário António Braga, acrescentando que no caso de não terem uma unidade mais próxima poderiam ser “excluídos de determinadas oportunidades de negócio”.

Share This

Partilhar este artigo