A Ocean Network Express (ONE), em conjunto com a Hapag-Lloyd, aderiu à TradeLens, a plataforma de transporte digital de blockchain, desenvolvida em conjunto pela A.P. Moller – Maersk e pela IBM, para beneficiar os transportadores e impulsionar a inovação. A CMA CGM e a MSC Mediterranean Shipping Company também já tinham anunciado recentemente a adesão à TradeLens.

Com cinco das seis maiores operadoras do mundo a colaborar, o espectro da plataforma estende-se agora a mais de metade da carga mundial de contentores oceânicos. Os transportadores podem esperar uma maior transparência, assim como uma eficiência acelerada nas cadeias de fornecimento, para acompanhar o comércio global.

Múltiplos processos de transporte e comércio de mercadorias são dispendiosos, em parte devido a sistemas manuais e baseados em papel. Substituindo essas trocas de informações par-a-par e muitas vezes não confiáveis, a plataforma facilitará a ligação digital, a partilha de informações e a colaboração ao longo da supply chain.

“Acreditamos que e “As oportunidades para impulsionar uma maior inovação em toda a cadeia de fornecimento de transporte são enormes e estamos entusiasmados com a oportunidade de fornecer a nossa liderança e conhecimento para ajudar a plataforma a evoluir”, disse Noriaki Yamaga, Director Administrativo, Corporativo e de Inovação da ONE.

A ONE e a Hapag-Lloyd irão operar em nó de blockchain, participar em consenso para validar transacções, armazenar dados e assumir um papel crítico de agir como âncoras de confiança, ou validadores, para a rede. Ambas as empresas estarão representadas no Conselho Consultivo da TradeLens, que incluirá membros de toda a cadeia de fornecimento, para aconselhar sobre padrões de neutralidade e abertura.

Share This

Partilhar este artigo