Graças à tensa relação entre os EUA e a China que se tem verificado nos últimos tempos, a comercialização da soja brasileira, que tinha registado uma diminuição das vendas, disparou nos últimos dias com maior procura por parte da China.

Cinco milhões de toneladas de soja é o que será exportado entre Junho e Agosto, de acordo com dados recolhidos pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA).

Este acontecimento surge num momento em que o valor do dólar subiu, em mais de sete meses, tornando a importação mais barata.

Num espaço de duas semanas, o dólar subiu mais de 3% face à moeda do Brasil, criando tensões na política e um cenário preocupante para muitas empresas.

O mercado da soja brasileiro encontrava-se num momento de fraqueza, uma vez que a China procurou menos este produto no primeiro quadrimestre, mas durante a passada semana, os negócios foram impulsionados tanto pelos preços, que geraram mais interesse de vendas, quanto pelo interesse de compra chinês.

Share This

Partilhar este artigo