A construtora vimaranense Garcia Garcia apresentou os seus resultados para o ano de 2018, no qual os sectores da logística e da indústria representaram 74% do volume de negócios. A empresa apresentou um volume de negócios superior aos 72,5 milhões de euros, e tem vindo a registar um crescimento desde 2010, apesar das dificuldades que o sector apresentara entre 2008 e 2016.

Entre os resultados apresentados relativamente a 2017 e os apresentados agora, a empresa obteve um crescimento de 37%, sendo que em conjunto estes dois anos representaram um crescimento acumulado de 65%. A construtora revela ainda que cerca de metade dos seus clientes não são portugueses, e que a maior parte do investimento fora estrangeiro.

“Projectos de design and build para empresas como Grupo ADI, Elis, SISMA, Bontaz, Steep Plastique ou a ampliação da Eurostyle, cuja primeira fase tinha já projectado e construído um ano antes, fazem parte de uma carteira de empreitadas em que predominou o investimento estrangeiro”, refere a empresa em comunicado.

Recorde-se que a Garcia Garcia é a detentora de dois parques industriais, um localizado em Guimarães e outro em Santo Tirso, o qual teve recentemente uma ampliação.

Share This

Partilhar este artigo