A Mars está a apostar na rastreabilidade do cacau utilizado para a produção dos seus chocolates, como forma de combater a desflorestação. A empresa vai investir cerca de mil milhões nos próximos 10 anos neste sentido, por não respeitar ainda os objectivos de sustentabilidade da empresa.

Este compromisso insere-se no seu plano Cocoa For Generations, e neste sentido já avançou com algumas medidas de combate à desflorestação até 2025. Entre os principais países afectados estão a República da Costa do Marfim e a República do Gana, países onde se cultiva mais de 65% do cacau mundial, e ainda os Camarões, Brasil, Indonésia e Equador.

A multinacional pretende conseguir localizar toda a sua cadeia de abastecimento de cacau através de GPS, bem como promover a associação com fornecedores de cacau, governos e sociedade civil que partilhem do mesmo objectivo, procurando apenas parceiros que cooperem com a Cocoa for Generations.

Numa primeira linha de trabalho, a empresa irá reforçar os esforços e aumentar as receitas dos pequenos agricultores, proteger as crianças e preservar as florestas, seguindo-se uma segunda linha que envolve a aposta na sustentabilidade de cacau.

Share This

Partilhar este artigo