A multinacional suíça Nestlé anunciou que irá tornar públicos todos os fornecedores para 15 dos seus produtos, que considera serem prioritários, para assegurar a transparência dos mesmos. Entre os produtos divulgados estão a soja, a carne (carne de vaca, porco, vitela, cordeiro, carneiro), as avelãs e a baunilha.

Magdi Batato, Executive Vice-President Head of Operations da Nestlé, revela que tencionam divulgar também a proveniência de outros produtos importantes para a marca. “Em meados de 2019 vamos publicar igualmente as informações sobre a cadeia de abastecimento de outros produtos prioritários, nomeadamente frutos do mar, côcos, legumes, especiarias, café, cacau, lacticínios, aves, ovos, cereais e açúcar”, explica a fonte.

Entre as informações divulgadas estão a lista de fornecedores directos, os sites de upstream, os países de origem e o volume de cada produto. Apenas para a baunilha, a Nestlé importou 1.096 toneladas no ano passado, de cinco fornecedores de Madagáscar.

Esta aposta na transparência traz uma continuidade ao trabalho desenvolvido no ano passado, quando a gigante partilhou os seus fornecedores de óleo de palma e celulose, após uma acusação da Greenpeace de contribuir para a desflorestação, junto com outras grandes multinacionais.

Share This

Partilhar este artigo