A empresa de artigos de luxo Tiffany & Co. anunciou que está a apostar no rastreamento dos seus diamantes, de modo a que os seus clientes possam conhecer a origem das suas pedras preciosas. Inicialmente irão fornecer a informação relativa à região ou país de origem dos diamantes para 300 das suas lojas pelo mundo.

A preocupação com a origem dos diamantes sempre fora uma preocupação da empresa, devido aos chamados “blood diamonds” e a questões associadas ao ambiente e aos direitos humanos, sendo esta uma forma de combater e de transmitir confiança aos seus clientes.

No caso de heranças em que não seja possível identificar a origem das pedras, a Tiffany continua a oferecer uma garantia de que os diamantes foram adquiridos através das melhores práticas industriais.

Alessandro Bogliolo, CEO da Tiffany & Co., anunciou a intenção da empresa e conta que “Não deve haver nada de opaco nos diamantes da Tiffany”, acrescentando que “as pessoas merecem saber de onde vêm as suas mais valiosas e estimadas jóias de diamantes, e como foram criadas”.

Como parte da Diamond Source Initiative, a Tiffany vai fornecer a região ou o país de origem dos seus anéis de diamante em 300 lojas espalhadas pelo mundo, sendo que por 2020 irá passar a informar sobre todo o percurso artesanal das suas jóias, marcando em cada diamante um número de série da “T&Co”.

Share This

Partilhar este artigo