Os sectores da Indústria e Logística serão grandes motores do mercado de trabalho nacional ao longo de 2019. A conclusão é do “Guia do Mercado Laboral 2019”, da Hays, que revela que a conjuntura económica actual irá traduzir-se num maior número de oportunidades de crescimento dentro das empresas destes sectores.

Segundo a análise da Hays, houve em 2018 uma elevada procura por perfis de Engenharia associados a ambiente industrial, o que conduziu a um aumento da pressão salarial, dificultando assim a atracção e retenção de talento nas estruturas.

O sector da Logística e Supply Chain apresenta uma clara tendência de crescimento. Se por um lado se assiste a uma aposta por parte dos prestadores de serviço e dos operadores logísticos na inovação e na eficiência das suas operações, por outro, o cliente final aposta cada vez mais na modernização e profissionalismo dos quadros.

Eficiência, redução de custos e aumento de margens continuam a marcar o sector da Indústria, o que faz com que exista uma crescente valorização de metodologias Lean e de Melhoria Contínua e de profissionais com este tipo de competências e conhecimentos. De forma global, a pressão salarial para atrair profissionais com as competências e conhecimentos certos acentuou-se especialmente na indústria alimentar, de packaging e similares, revela também a análise da Hays.

O estudo da consultora evidencia que em 2019 os sectores da Indústria e Logística manterão o dinamismo actual, já que serão apoiados pelos investimentos em torno da indústria 4.0 e pelo apostar no crescimento das equipas de Engenharia.
A crescente escassez de profissionais altamente qualificados para o sector Industrial e de Logística vai colocar enorme pressão salarial no mercado que, já de si, é bastante concorrencial. A competição pelos melhores estimula um reforço de benefícios e um maior empenho na apresentação de projectos profissionais “atractivos e inovadores aos profissionais do sector”, conclui o Guia Salarial da Hays para 2019.

A evolução do mercado no próximo ano, levará a um aumento da procura de profissionais para as funções de Responsável de Logística e Supply Chain e Técnico de Planeamento. Para além disso, a Hays acredita que irá registar-se um aumento na procura por Técnicos de Aprovisionamento com especial foco analítico. Por outro lado, com a abertura de novos pólos industriais as funções de Director de Operações e de Director Industrial são bastante procuradas, assim como a função de Buyer, que será impulsionada pela necessidade de procura de melhores fornecedores a par da redução de custos.

Share This

Partilhar este artigo