A Garland implementou recentemente um software TMS, comprovado pelo Magic Quadrant da Gartner. Até ao momento, esta decisão estratégica já revelou resultados positivos, como por exemplo ter melhorado a gestão operacional da empresa, a relação 360º com fornecedores e o acompanhamento da frota.

“As razões para a implementação deste TMS prendem-se com o facto de estarmos num mundo cada vez mais competitivo e global, onde a maior eficiência e o suporte tecnológico são factores críticos para o sucesso do nosso negócio”, explica Sérgio Freitas, director de planeamento e execução da Garland. O novo software, de acordo com o responsável, consegue ser “distintivo e inovador” em várias áreas do transporte, principalmente nas componentes de optimização de rotas e controlo de custos.

Quanto aos ganhos já obtidos, desde que entrou em funcionamento, o TMS “permitiu que o departamento de planeamento executasse todas as suas tarefas numa única framework, possibilitando um benefício transversal em todas as áreas, como por exemplo a melhor taxabilidade de cada camião, o status da carga visível ao cliente e também a possibilidade de emitir um voucher do serviço, permitindo desta forma a entrada direta das facturas dos nossos fornecedores em sistema, evitando assim demoras na classificação e validação das mesmas”.

A longo prazo através desta ferramenta tecnológica e após o alargamento a todos os modos de transporte (marítimo e aéreo), a Garland espera estar mais bem preparada para “competir neste mundo global, através da actualização dinâmica do TMS em relação aos novos desafios que se avizinham na indústria dos transportes”, afirma Sérgio Freitas. Além disso, pretendem ainda dar transparência e visibilidade interna e externa com esta ferramenta, melhorando o serviço ao cliente.

Share This

Partilhar este artigo