A start-up de e-procurement Membran-i, que simplifica os processos de supply chain, passou a ser uma fornecedora de tecnologia para a Mercedes-Benz no Brasil. Esta realização surge após resolver o desafio proposto pela área de compras da multinacional durante o período de aceleração.

Nas negociações através da solução da start-up, durante o programa de aceleração Liga AutoTech, promovido pela Liga Ventures em parceria com a Mercedes-Benz e a NGK, a multinacional conseguiu reduzir, em média, 7% na aquisição de itens não-produtivos e, em média, 5% de itens produtivos para a fábrica.

O principal objectivo da Membran-i foi simplificar e tornar o processo de cotação da Mercedes-Benz mais ágil. A área de compras da marca lida com uma ampla variedade de insumos, produtivos e não-produtivos, prazos de entrega curtos, metas de savings na aquisição desses produtos, além da cotação de itens com processos produtivos complexos, fazendo com que o comprador despenda muito tempo para analisar os mapas comparativos.

A equipa de compras da Mercedes-Benz ajudou a Membran-i a entender melhor o sector automóvel e a evolução da Inteligência Artificial, cuja tecnologia pertence à start-up e é responsável por toda a análise, orientação e decisão de compras. Desta forma, permite que todos os itens produtivos e não produtivos possam ser negociados através da plataforma MAI.

Ao iniciar a aceleração com a marca automóvel observou-se que os itens não produtivos eram mais aderentes à plataforma, optando-se por iniciar com estes. A economia média alcançada foi de 7% no valor de aquisição desses produtos e, num dos itens negociados, a economia foi de 47%.

Validados os resultados dos itens não-produtivos com a companhia, e por conta da avaliação da plataforma pela equipa de compras da Mercedes-Benz, decidiu-se estender a aceleração para o desenvolvimento da solução para atender também aos desafios dos itens produtivos. Em 30 dias, foi aperfeiçoado o algoritmo de IA da plataforma, e desenvolveu-se a metodologia Total Flex Scale, suportada por IA, desenvolvida para tornar o processo de compras mais ágil, transparente e escalável, proporcionando a negociação em rede em várias dimensões: quantidade, timing e multiproduto, maximizando a escala dos clientes, tanto interna (CSC digital), quanto externa (com outras empresas anonimamente). Após a sua validação junto da multinacional, implementou-se a solução que gerou resultados significativos. A economia média da negociação dos itens-produtivos foi de 5%, tendo chegado até 23% de economia num dos itens.

Share This

Partilhar este artigo