A robótica e a automação converteram-se num aliado para melhorar a competitividade e modernizar o sector industrial. No entanto, o investimento que a automação implica costuma ser uma das principais barreiras que as PME enfrentam na hora de automatizar os seus processos produtivos.

Nesse sentido, e com a vontade de tornar a robótica colaborativa acessível a todo o tecido produtivo do país, Universal Robots, líder mundial no fabrico de robôs colaborativos (cobôs), apresenta novas condições no seu programa de leasing de cobôs que permite às PME distribuir o investimento envolvido na implementação de robôs colaborativos nas suas instalações por um período de 36 meses, sem custos iniciais e sem juros.

O programa também inclui um período de carência de três meses, com o objetivo de acelerar o retorno do investimento. As PME poderão assim ter a sua produção totalmente automatizada no prazo de 30 dias, e começar a pagar o investimento no momento em que a produção já se encontra automatizada.

“A carência de três meses do programa de leasing de cobôs da empresa está concebida especialmente para ajudar as PME a robotizarem-se, num contexto em que a falta de liquidez constitui um problema para muitas empresas”, assegura Miguel Oliveira, Sales Manager da empresa em Portugal. Segundo o responsável da Universal Robots, as condições de financiamento “permitem pagar o equipamento à medida que este é utilizado, e não antes, o que gera rentabilidade imediata para a empresa”, evitando assim custos adicionais às PME para se automatizarem.

Share This

Partilhar este artigo