A Toyota Material Handling Europe lançou a nova gama de empilhadores eléctricos contrabalançados de 80 volts, Toyota Traigo80, desenhados para aplicações pesadas no interior e no exterior. Os modelos variam entre 2 a 3,5 toneladas e alturas de elevação de até 6,5 metros, e estando disponíveis com energia eficiente de iões de lítio actuam como um reforço para o compromisso das empresas às operações com emissões zero.

O novo empilhador da Toyota Material Handling tem diversas soluções de energia disponíveis, e a empresa destaca o seu contributo ao nível das operações de manuseamento de materiais mais seguras, silenciosas, confortáveis e económicas. Há a opção de escolher entre a versão de chassi compacto para operações confinadas com pouco espaço ou um chassi mais longo, com uma bateria maior para uso contínuo. A empresa destaca ainda que foram adicionados dois novos modelos com chassi mais longo e centros de carga de 600 mm para suportar cargas de maiores dimensões.

O exterior do veículo é totalmente em metal e chassi reforçado, tendo sido projectado para ambientes difíceis. No caso de ser usado em operações exteriores existe a possibilidade de optar pelo modelo com cabine totalmente fechada, protegendo o operador do clima, em combinação com motores protegidos para garantir durabilidade em todas as condições climáticas.

Jose Maria Gener, vice-presidente de marketing e vendas da Toyota Material Handling Europe, comenta que “o nosso novo empilhador elétrico contrabalançado Toyota Traigo80 permite que os clientes mudem para maior produtividade e eficiência, sem comprometer a fiabilidade ou durabilidade, mesmo nas aplicações internas ou externas mais intensas. Temos um compromisso claro com a sustentabilidade e a redução do impacto ambiental dos nossos produtos, por isso acreditamos que esta nova gama de empilhadores elétricos terá um papel importante no futuro”.

Eficiência eléctrica
A nova gama eléctrica da Toyota está disponível em várias soluções de energia: iões de lítio, ácido-chumbo ou célula de combustível. A empresa permite que os clientes seleccionem dois packs de energia inteligentes, “com base nas soluções de bateria de iões de lítio de alta densidade da Toyota, permitindo a máxima eficiência energética ao mesmo tempo que se reduzem as emissões de CO2 e os custos de energia”, pode ler-se no comunicado enviado à imprensa. Este conceito permite aos clientes calcularem a combinação ideal de bateria e carregador de acordo com os seus padrões de trabalho e tempos para carregamento, tendo em conta os turnos das suas operações e pausas previstas. “Na maioria das aplicações, isto permite uma operação contínua durante vários turnos sem a necessidade de troca de bateria, economizando assim o custo de baterias adicionais e de equipamento para a troca”, explica o comunicado.

A empresa dá como exemplo que um Traigo80 novo, equipado com uma pequena bateria de iões de lítio, pode trabalhar um turno completo de 8 horas, com apenas dois intervalos de carga de 15 minutos durante os principais períodos de operação e 45 minutos de carga adicional durante o intervalo para refeição a meio do turno. Por sua vez, os movidos a iões de lítio não precisam de manutenção de bateria e possuem uma eficiência energética muito superior. A próxima solução energética para o Traigo80 será o hidrogénio, que permite operações sem emissões e pode ser reabastecido em poucos minutos. Esta tecnologia estará disponível para os utilizadores que já possuem o benefício de um reabastecimento de hidrogénio. Para os que queiram optar por uma solução de energia de baterias chumbo-ácido, o novo empilhador de 80 volts também oferece uma troca lateral da bateria, fácil e rápida, com a ajuda de um porta-paletes eléctrico. Comparativamente ao modelo anterior, a marca revela que o Traigo80 consome menos 15% de energia graças a motores e componentes aprimorados.

Ergonomia
Ao nível ergonómico, o novo compartimento do operador apresenta um novo apoio de braço ajustável e diversas possibilidades de armazenamento. Este espaço agora incluiu ainda um display touch integrado opcional que fornece informações importantes ao nível da segurança e eficiência, como a direcção, altura de elevação, peso da carga e posição do mastro, estando ainda disponível um display multifunções de controlo por botão de pressão.

Dentro do compartimento é possível escolher entre uma vasta gama de comandos que melhor se adequam ao método de trabalho dos operadores, podendo optar por mini-alavancas, um único joystick multifuncional ou alavancas multifuncionais. O compartimento do operador é também totalmente flutuante, reduzindo o ruído e as vibrações.

O Toyota Traigo80 é equipado com funções Assist, entre as quais o Sistema de Estabilidade Activa (SAS) da Toyota, que monitoriza continuamente o peso da carga, a altura de elevação e a velocidade do empilhador para manter uma operação estável constantemente.

Monitorização e eficiência
Ao nível do controlo e conectividade, a empresa explica que Traigo80 conta com Equipamento Inteligente que lhe permite monitorizar e optimizar as suas operações ao nível da segurança, produtividade e eficiência de custos. A empresa permanece com a sua aposta na telemática integrada, que já é habitual na gama de equipamentos de armazém desde 2018, mas conta com novos recursos, também disponíveis para a gama de empilhadores contrabalançados. Estes recursos incluem um novo visor para o operador, com uma nova funcionalidade de verificação pré-operacional, e a unidade de hardware de última geração oferece mais informações sobre como o operador pode melhorar a sua produtividade, ao perceber quando o empilhador está a ser operado com ou sem carga. Ao nível da energia também monitoriza a condição da bateria de iões de lítio ou de chumbo-ácido, melhorando a vida útil da bateria e aumentando a sua segurança.

A apresentação do novo Toyota Traigo80 foi feita através de uma plataforma digital interactiva, com apresentações virtuais dedicadas a diferentes funcionalidades dos novos modelos, possibilidade de experimentar virtualmente o veículo e de visualizar o aspecto do interior das diferentes cabines. O mote – Make The Shift – reforça a necessidade de adoptar as práticas ecológicas e sustentáveis, a eficiência energética, a ergonomia e maior produtividade e a conectividade para medir e optimizar as suas operações.

Share This

Partilhar este artigo