A Clever Leaves, empresa colombiana de produção de canábis medicinal, anunciou a sua primeira exportação de canábis de Portugal para os Estados Unidos da América.

Em comunicado a Clever Leaves informou ter exportado um lote de 30 quilogramas de flor seca de canábis a partir das suas instalações em Odemira, onde explora uma área de cultivo de 84 hectares e detém 10 mil metros quadrados de estufas.

O lote exportado teve como destino a norte-americana Biopharmaceutical Research Company (BRC), que desenvolve ingredientes farmacêuticos activos compatíveis com a legislação federal dos Estados Unidos, para terapias à base de plantas.

“Sendo o maior mercado de canábis do mundo, os EUA oferecem uma grande oportunidade para a Clever Leaves. Esta exportação de produção da Clever Leaves em Portugal para o mercado norte-americano confirma a robustez da estratégia que a empresa está a implementar a nível global, e que permite entrar no mercado de canábis dos EUA em conformidade com a estrutura regulatória actual”, disse Kyle Detwiler, presidente executivo da Clever Leaves, no mesmo comunicado.

“A nossa parceria com a Clever Leaves continua a proporcionar oportunidades de pesquisa estimulantes que um dia farão a diferença na vida dos doentes”, afirmou, por seu turno, George Hodgin, presidente executivo da Biopharmaceutical Research Company.

Presente em Portugal desde 2019, a Clever Leaves tem expandido a sua operação no nosso país e anunciou em Maio a instalação de uma nova unidade de pós–colheita de canábis medicinal de grau farmacêutico no Parque Empresarial da Península de Setúbal. Nesta unidade será feita a secagem, corte e embalamento da flor de canábis da Clever Leaves.

 

Share This

Partilhar este artigo