A equipa da Transitex Moçambique realizou um transporte pioneiro proveniente da Índia e com destino a Maputo, ao transportarem 820 bobines em 164 contentores via ferroviária. Segundo avança a empresa, esta foi “a primeira carga de importação a chegar ao Porto de Maputo que é retirada através de Ferrovia”, facto descoberto devido às burocracias associadas ao transporte, que foi pela primeira vez emitida para este tipo de operação.

“O que acontece é que a carga com destino final em Moçambique a entrar no Porto de Maputo segue por camião e a ferrovia era apenas utilizada para cargas em trânsito, isto é, que iam para países no interior do continente”, explica ainda a Transitex.

Tiago Martins, country manager da Transitex Moçambique, conta que tendo em conta a quantidade de carga “esta solução foi a melhor para o nosso cliente”. As 820 bobines pesavam um total de 3.200 kg, e o responsável avança que já em Outubro irão receber outro lote semelhante. Este transporte surge no seguimento de uma parceria logística que irá perfazer um total de 1500 contentores ao longo de todo o projecto. “Toda a carga que receberemos ao longo do projecto serão materiais de construção e aqueles associados à distribuição de energia eléctrica”, revela ainda o responsável.

Esta operação demorou cinco dias, desde a desova dos contentores à chegada da carga ao seu destino final, e a empresa explica que não tiveram qualquer complicação neste primeiro lote e que isso os deixou bastante satisfeitos. “Foi um bom começo e estamos confiantes que assim será até ao último lote de contentores a chegar”, antecipa Tiago Martins.

Share This

Partilhar este artigo