“Em menos de quatro meses, desde que a estratégia nacional de testes ao SARS-CoV-2 passou a integrar os testes rápidos, os distribuidores farmacêuticos de serviço completo têm contribuído para o acesso adequado e contínuo desta importante medida de reforço de protecção da saúde pública no combate à pandemia COVID-19”, informa a ADIFA.

Até à data, foram distribuídos mais de um milhão e seiscentos mil testes rápidos COVID-19 às farmácias comunitárias de todo o território nacional. Destes, cerca de um milhão e quatrocentos mil correspondem a autotestes que se destinam à utilização pelos cidadãos e mais de duzentos mil são de uso profissional.

De acordo com a Associação de Distribuidores Farmacêuticos, “a capacidade logística e a resiliência operacional dos distribuidores farmacêuticos de serviço completo em Portugal tem permitido responder, sem dirupções, aos diferentes desafios colocados pela pandemia e manter o abastecimento contínuo de medicamentos, produtos de saúde, equipamentos de protecção individual às farmácias comunitárias de todo o país, e, por conseguinte, às populações”.

Share This

Partilhar este artigo