A LPR Portugal anunciou a inauguração de um centro logístico na região norte do país, com Santo Tirso a ser a localidade escolhida para a implementação da mais recente infra-estrutura da companhia. Após já ter inaugurado, em Janeiro deste ano, o centro logístico em Coimbra, com 12.600 m2 de área total, é agora anunciado mais este investimento.

Por intermédio desta medida operacional, a LPR Portugal reforça a proximidade com as operações de todos os seus clientes, e do retalho em concreto, ao permitir não só uma redução significativa dos “lead-times”, como, simultaneamente, apresentar a maior capacidade de secagem e tratamento térmico a nível europeu, ao conseguir processar três mil paletes em simultâneo. Esta maior capacidade de secagem e tratamento de paletes apenas é possível graças à implementação de equipamentos robotizados, tecnologicamente mais avançados.

“Se a LPR Portugal entrou, em 2021, a demonstrar o seu dinamismo e a evidenciar os motivos que fazem de si a referência na prestação de serviços de pooling, em Portugal e na Europa, a chegada do mês de abril apenas veio reforçar essa premissa. Ali, agora, a LPR passa a apresentar a maior capacidade de secagem e tratamento térmico a nível europeu, ao ser capaz de processar três mil paletes em simultâneo. Números apenas possíveis graças à dotação da infra-estrutura de tecnologia de vanguarda que vem incrementar as disponibilidades de tratamento e secagem das nossas paletes, conhecidas e reconhecidas pela sua durabilidade e qualidade, que fazem delas ‘a base do negócio’ de todos os nossos clientes”, considera Hugo Silva, director de Operações da LPR Portugal.

Com 9.000 m2 de área total e uma localização estratégica, o Centro de Serviços de Santo Tirso permite, ainda, a redução dos lead-times associados às entregas e recolhas dos seus activos, com a consequente redução de emissões de CO2. Eixo estratégico de actuação para a LPR Portugal, que através da abertura, ou relocalização, dos diversos centros logísticos disponibilizados à escala nacional, e do reforço da capacidade instalada existente nos restantes centros de serviços, tem vindo a dar continuidade à sua visão de sustentabilidade, recentemente coroada com a distinção de Sustainability Leadership Awards 2021, na categoria de Best Performer Transport, pela entidade Ecovadis.

“Com uma maior capacidade de secagem e processamento, maiores níveis de automação e também mediante a sua localização estratégica, estamos ainda mais perto dos nossos clientes e parceiros de negócio, potenciando a redução significativa dos períodos de transporte e de entrega/recolha de paletes, assim como das emissões de CO2, entre outros ganhos de eficiência de ordem diversa, apenas possíveis quando se trabalha em estreita cooperação com o mercado”, reforça, por sua vez, Flávio Guerreiro, Country Manager LPR Portugal.

Share This

Partilhar este artigo