O navio Ever Given já desencalhou e começou a mover-se esta madrugada no Canal do Suez. “A posição do navio foi reorientada 80% na direcção certa”, anunciou a Autoridade do Canal do Suez, citada pela AFP.

A Autoridade do Canal do Suez confirmou hoje, de madrugada, (29/03/2021) que o porta-contentores Ever Given começou a flutuar depois de ter estado totalmente encalhado desde a passada terça-feira, bloqueando o tráfego marítimo numa das rotas intercontinentais mais usadas por navios de grande porte.

“A popa moveu-se para 102 metros da costa”, quando até agora estava a apenas quatro metros, afirmou o director da Autoridade do Canal do Suez, Osama Rabie. O processo para o navio voltar a flutuar começou “com sucesso”.

Um dos donos do navio, Shoei Kisen, ressalva que o Ever Given ainda não está a flutuar na totalidade, mas será provável que tal aconteça com a maré alta, nas próximas horas. “Os esforços serão retomados quando o fluxo de água aumentar novamente, a partir das 11h30, horário local (10h30 em Lisboa), para colocar a embarcação a flutuar completamente, de modo a reposicioná-la no meio do canal”, afirmou Shoei Kisen à AFP.

Cerca de 15 por cento do tráfego marítimo mundial transita pelo Canal de Suez e o bloqueio estava a custar ao Canal perto de 15 milhões de dólares por dia, de acordo com números avançados por vários meios. Alguns armadores viram-se obrigados a desviar as rotas dos seus navios por África, adicionando cerca de duas semanas à viagem. A Reuters relatou que a Maersk até agora redireccionou 15 navios pelo Cabo da Boa Esperança.

Os prejuízos associados a este episódio, segundo a Lloyd’s List, vão muito além do que é economicamente quantificável neste momento.

Share This

Partilhar este artigo