Com o lançamento da plataforma Kargo, o grupo KuantoKusta entra no negócio do transporte de mercadorias para melhorar o e-commerce nacional, “com o objectivo de reestruturar a política de portes praticada em Portuga”, avançam em comunicado.
A empresa, que já anunciou a intenção de integrar mil lojas até final do ano e ser a maior plataforma de gestão inteligente de transporte de mercadorias até 2025, defende que a Kargo tem uma combinação de tabela de portes que permite que as encomendas mais próximas tenham valores mais competitivos do que as mais distantes, fazendo com que os pequenos lojistas sejam competitivos no online a nível regional.

O grupo KuantoKusta garante que um produto até um quilo, que circula numa mesma cidade, ou seja, com picking no Porto e entrega no Porto, custará menos de €1,5, ou caso a mesma encomenda faça o circuito Porto-Faro o valor custará menos de €3,5.

“O modelo de valores fixos de portes praticados em Portugal esconde margens muito elevadas, pois desconsidera a variável ‘quilometragem’, tornando impraticáveis os valores para pequenas distâncias, favorecendo apenas as longas distâncias”, explica Paulo Pimenta, CEO do grupo.

Já no que toca aos prazos de entrega, a maioria das transportadoras garantem entregas em 24 horas, mas, na verdade, as áreas mais remotas do país dificilmente são atendidas nesse período.

“Os tempos de entrega só são cumpridos nos grandes centros e fracassam nos demais, tornando-se mais um inibidor de vendas online e, para nós, ser claro na proposta é  mais importante do que uma falsa promessa”, adianta o mesmo responsável.

A contribuição da Kargo para as pequenas transportadoras é proporcionar-lhes a possibilidade de não cobrir todo o país, desde que entreguem no prazo e cumpram os padrões de serviço exigidos pela própria Kargo.

“Desta forma, os valores regionais ficam mais baixos e servem todo o ecossistema, o mercado passa a ser meritocrático, fortalecendo o comércio local, os transportadores locais e os clientes e-commerce”, garante o mesmo responsável.

A Kargo resulta de um investimento tecnológico de 100 mil euros, contando com uma equipa própria de ciência de dados, e espera realizar 1 milhão de entregas em 2021 e chegar aos 5 milhões em 2025.

Share This

Partilhar este artigo