A logística de fornecimento de gás natural à Central Eléctrica da Victória, no Funchal, assegurada pelo Grupo Sousa através da Gáslink, superou as 10.000 operações de contentores descarregados na Unidade Autónoma de Gás Natural dos Socorridos.

A Região Autónoma da Madeira, ao introduzir a solução de gás natural em substituição parcial do fuelóleo para produção de electricidade reduziu, desde Março de 2014, as emissões poluentes de dióxido de carbono (CO2) em mais de 270.000 toneladas.

É também de salientar a redução de emissões poluentes em 12.000 toneladas de óxidos de azoto (NOx), 3.000 toneladas de óxidos de enxofre (SOx) e cerca de 150 toneladas de partículas que equivalem a uma redução superior a 95%, face às emissões derivadas do fuelóleo.

O gás natural utilizado para produção de eletricidade correspondeu até à data a 2,6 TWh.

Os ganhos de eficiência e a optimização logística alcançados pelo gasoduto virtual de gás natural permitem actualmente, sem qualquer investimento adicional, fornecer até 25% da matriz energética, face aos atuais 20%, com o correspondente acréscimo de benefícios ambientais.

Aos benefícios ambientais desta operação em ambiente insular, associa-se o facto da cadeia logística ser maioritariamente assegurada com meios próprios de várias empresas do Grupo Sousa que, de forma integrada e complementar, são replicáveis noutras regiões insulares, designadamente nos Açores e em Cabo Verde.

Share This

Partilhar este artigo