Em 2019, a Smurfit Kappa aplicou um investimento de 5.300 milhões de euros em matérias-primas, energia, transporte, logística, manutenção e bens de capital que vão ao encontro do seu Programa de Fornecimento Sustentável, de acordo com a Grande Consumo.

A iniciativa, implementada em 2010, garante o cumprimento dos padrões da empresa para defender o ambiente, asseguradas por auditorias aos fornecedores, que assentam nos factores de qualidade, higiene e segurança, continuidade do negócio, produção, melhoria contínua, assistência e apoio técnico, ambiente e desenvolvimento sustentável.

A Smurfit Kappa garante que os materiais, bens e serviços que utiliza são geridos de forma sustentável e, além disso, aumenta o compromisso da sua base de fornecedores através do mapeamento de riscos em função de critérios-chave como a despesa global e presenças globais, inovação tecnológica, serviço de excelência e reputação. Desta forma, considera as categorias de fornecimento com maior impacto nos seus produtos, como é o caso das matérias-primas.

Através do programa de fornecimento sustentável, cada fornecedor recebe nas auditorias uma classificação em relação a cada um dos sete pilares referidos, tendo por base o Código de Conduta de Fornecedores da empresa. Se o resultado for inferior a 40%, a empresa elabora um programa de melhoria que, se não for cumprido, pode levar ao termo da relação comercial entra as duas organizações. Além disto, combina este valor com o mapeamento de riscos para verificar a percentagem de fornecedores de matérias-primas, bens e seviços-chave, desde os locais a grandes multinacionais, que possuem um risco moderado baixo. Um valor que atingiu 81% dos seus parceiros em 2019.

Cada um dos sete pilares em que se baseia este Programa de Fornecimento Sustentável possui uma forte orientação para a sustentabilidade, uma vez que avaliam os riscos de fornecedores, centram-se nos processos relevantes dos mesmos, e mitigam os riscos associados a questões ambientais, sociais e de igualdade.

Em 2019, a Smurfit Kappa realizou um total de 112 auditorias externas de fornecedores. Destes, 87% obtiveram uma classificação satisfatória.

Share This

Partilhar este artigo