O papel das Compras nas organizações é conhecido, desde a sua operacionalidade até ao impacto que tem nos resultados duma empresa. O processo de compras tem por base os 5 Rs, (“right price, place, quantity, quality & time), como guia orientadora para atingir os objetivos da empresa.

Com a crise de 2020, como em todas as crises, é uma oportunidade para nos recriarmos, e proponho uma metodologia das compras, onde as compras passam a ter um papel maior no crescimento da empresa.

Aliado a esta recriação da função compras, devemos ter um foco claro no valor acrescentado da função, eliminando os desperdícios.

O objetivo é criar valor para o cliente, interno e externo, e como consequência, criar valor para o cliente.

 

  • Entenda claramente quem é seu cliente (interno), externo, e restantes stakeholders e o que consideram valor;
  • Revisão da missão, visão, valores, objetivos da empresa e desdobramento da mesma na área das compras, (G, Q, C, D, M);
  • Metadologia Hashin Kanri (documento A3) : desdobramento da estratégia e objetivos pela sua equipa, com cada nível de responsabilidade definir o seu A3, utilizando input SWOT / STEEP;
  • Elabora o plano de negócios das compras

No plano de negócios, sugiro a aplicação dos modelos de pilares de negócio seguintes conforme imagem e com breve introdução de cada.

Crescimento

Este pilar é orientado para a criação de valor através da inovação e crescimento do negócio. Alguns exemplos onde as compras podem e devem intervir:

  • Novos fornecedores, produtos, tecnologias, mercados e regiões
  • Fusões e Aquisições
  • Desenvolvimento de produtos junto com stakeholders, através de ideias disruptivas
  • “Breakthrough” budget planning

Cost Benefit

Criar processo nas empresas onde se tem por objetivo captar todas as oportunidades de redução de custo. Ter como objetivo implementar em todas as áreas da empresa um processo  onde as oportunidades são claras e vêm ao de cima de forma normal dentro da empresa.

Sourcing Estratégico e Gestão de Custo

Processos clássicos da area das compras, onde foco nos processos, produtos e serviços, deve estar em reduzir desperdício, captar valor. Sugiro utilizarem as metodologias VSM e com os tesouros que encontraremos libertar meios para os restantes pilares nesta estratégia de compras. “Budget cuts is not continuous improvement”.

Stakeholders

Motivação e desenvolvimento crescente dos nossos colaboradores, e envolvendo os restantes stakeholders do processo (interno / externo).

Sustentabilidade

Envolvimento no processo de desenvolvimento, junto com stakeholders, de forma a desenvolver soluções e produtos com menor impacto ambiental, maior vida útil (recycling, upcycling), com o menor desperdício, e utilização de energias renováveis.

Em todos estes pilares, devemos ter um sistema que assegura resultados melhores continuamente comparando com os melhores das nossas indústrias. Não basta comparar com as nossas previsões ou nosso histórico. Temos de ser melhores todos dias.

  • Bases Lean
  • Sistema de Compras
  • Mudar para melhor – Be Better
  • Melhoria Continua

Os próximos tempos não serão fáceis, devemos focar onde somos bons, melhorar, pedir ajuda a quem nos pode aconselhar e ajudar neste caminho.

Rui Oliveira, Business Partner, ONE AUTOMOTIVE ALLIANCE

Share This

Partilhar este artigo