A Amazon anunciou recentemente a compra de 11 aviões, expandindo, assim, a frota do serviço Amazon Air.

Sete dos aviões foram vendidos pela Delta Air Lines e quatro pela WesJet, sendo que já está a decorrer o processo de transformação de um avião comercial para um de transporte de mercadorias destes últimos, que foram adquiridos em Março de 2020. A Amazon espera que sejam integrados na frota ainda este ano, enquanto os restantes só passarão para a frota em 2022.

Sarah Rhoads, vice-presidente da Amazon Global Air, revela que o objectivo passa por “continuar a fazer entregas aos clientes nos EUA da maneira como esperam que a Amazon faça, e a compra das nossas próprias aeronaves é o passo natural para atingir esse objectivo”, acrescentando que “ter uma mistura de aviões em sistema de leasing e aeronaves próprias na nossa frota permite-nos gerir melhor as nossas operações, o que poderá ajudar-nos a cumprir as promessas feitas aos clientes”.

De forma a dar uma resposta mais rápida nas encomendas de última hora, a gigante do comércio electrónico tem vindo a aumentar a frota de aviões ao longo dos últimos anos.

Share This

Partilhar este artigo