Tendo em consideração os problemas de rentabilidade e de sustentabilidade das empresas de transporte de mercadorias por cada viagem com um camião vazio, Pedro Pepe Dias e João Martins aproveitaram esta lacuna para dar um contributo positivo através da tecnologia e da conectividade.

Criaram, então, a BIP BIP, uma plataforma digital inteligente e agregadora que identifica camiões vazios ou com espaço a bordo, analisando as suas rotas e permitindo que potenciais clientes com cargas para transporte possam juntar necessidades. A dupla confessa que o feedback tem sido “excelente”, contam ao Dinheiro Vivo.

“No início do nosso projecto realizámos um inquérito a potenciais clientes e fornecedores e as respostas foram muito claras. Existe uma fome de tecnologia nesta indústria, que poupe tempo e dinheiro ao cliente e uma clara necessidade de apoio ao fornecedor para este optimizar as suas frotas sem prejudicar as margens de lucro”, apontam.

Uma vez identificada a lacuna, procederam à elaboração de uma estratégia para que a BIP BIP nascesse como plataforma agregadora de necessidades, quer do lado da oferta, nomeadamente das transportadoras, quer do lado da procura, ou seja, os clientes com mercadorias para transporte, sendo que os papéis podem ser invertidos consoante a situação.

“A plataforma BIP BIP foca-se principalmente na optimização e na exploração dos espaços vazios, o correspondente a cerca de 30% de todos os camiões em circulação. No registo de entrada na plataforma é traçado o perfil tanto de clientes como dos transportadores, de forma a termos conhecimento das características operacionais”, explicam os empreendedores. Após a recolha desta informação para a base de dados, conseguem facilitar a pesquisa e contratação de transporte de mercadorias, em tempo real, fazendo o “matching” da necessidade do cliente com as rotas e disponibilidade dos fornecedores do serviço de transportes.

“Mais do que uma plataforma que faz o matching das necessidades de transporte de mercadorias entre clientes e fornecedores, a plataforma da BIP BIP vem digitalizar um mercado que muito embora tenha vindo a evoluir globalmente através de sistemas integrados de logística, ainda se baseia maioritariamente na via telefónica e correio electrónico para pesquisar e adjudicar serviços de transporte de mercadorias pela via terrestre”, complementam.

Share This

Partilhar este artigo