A Castelbel conseguiu aumentar a produtividade de certas áreas fundamentais após terem sido adquiridos alguns módulos PHC, mas o desafio continuava a passar por definir e pôr em prática um processo simples, fácil e automático nas áreas de gestão de stock, compras, planeamento de produção e logística e armazém para fazer face ao crescimento da empresa.

Assim, a Castelbel decidiu mudar de parceiro PHC e estabeleceram uma parceria com a Biglevel, “apresentaram-nos soluções interessantes e que iam de encontro ao que pretendíamos implementar na Castelbel. Foi um ponto de viragem”, refere Cristiano Ferreira, Responsável pela Gestão de Stock e IT na empresa.

Desta forma, o desafio passava “essencialmente pela digitalização de todos os processos no armazém da Castelbel”, explica Paulo Silva, Sócio Gerente da Biglevel, que relembra “o delay entre a execução física das operações e o reflexo no ERP PHC era muito grande, com graves consequências na gestão dos stocks, custos de produção, falta de matéria-prima, entre outras. Hoje, todas estas operações são em tempo real”.

Uma vez identificada a lacuna iniciou-se o processo de digitalização. Rui Andrade, Account Manager da PHC Software afirma que “uma vez que a Castelbel já contava com a utilização de módulos noutras operações de gestão operacional, a escolha do PHC logística foi natural”.

Passou então a ser gerida de forma digital o controlo de aspectos como localizações ou alvéolos, enquanto a solução WMS da Biglevel, integrada com o Software PHC, acrescentou uma extensibilidade ao módulo no que diz respeito a registo, etiquetagem via PDA, permitindo maior mobilidade e flexibilidade. Actualmente são utilizados nas operações de armazém da Castelbel cerca de 12 PDA nos processos de picking.

A solução de logística de armazém PHC com a solução de mobilidade PDA desenvolvida pela Biglevel deu extensibilidade ao ERP da PHC no armazém, permitindo aos utilizadores do armazém realizar todas as operações relacionadas com gestão, conferência e qualidade, organização e layout, picking, rotas e assemblagem de forma digital.

O processo de digitalização veio minimizar os riscos de erro, passando a existir um reflexo em tempo real, bem como a optimização de processos, documentos associados a expedições como guias de transporte ou etiquetas que são emitidos de forma dinâmica, e o processo de encomendas a fornecedores e arrumação de produtos, é agora actualizado de forma imediata.

A extensibilidade da aplicação desenvolvida pela Biglevel integrada na PHC, permite monitorizar os tempos de fabrico ou a gestão de abate de matérias-primas. Através da plataforma de venda online via API, as encomendas colocadas através da loja online são automaticamente reflectidas no Software PHC, acelerando o processo de picking e envio de encomenda.

O responsável pela Gestão de Stock e IT na Castelbel faz um balanço positivo desta parceria que fez com aumentassem a sua capacidade de resposta em mais de 50%.

“Formámos os nossos colaboradores que aceitaram a mudança e abraçaram este projecto e transição para o digital. No lugar do papel, passaram a usar o PDA com acesso às mais diversas informações num só equipamento e num espaço temporal de cerca de dois meses todos os processos estavam em práctica”.

“Neste momento estamos a implementar uma plataforma B2B com integração automática na PHC. Um projecto ambicioso e que estará disponível em breve”, refere ainda.

Esta solução garante às empresas ganhos indirectos na imagem pela eliminação de erros de picking, maior satisfação do cliente e menos custos de devoluções, enquanto oferece “ganhos de eficiência na ordem dos 60% sendo um investimento com um ROI muito elevado e observável em pouco tempo após a implementação”, explica Paulo Silva.

Share This

Partilhar este artigo