A SGS Portugal  estabeleceu uma parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa para desenvolver o projecto FIGHT COVID, que consiste na alocação e disponibilização de unidades laboratoriais móveis para a realização de testes à COVID-19 a particulares, empresas e outras entidades, nas melhores condições de segurança epidemiológicas e clínicas, garantindo credibilidade, conhecimento, inovação e resultados em menos de 24 horas.

O projecto tem a primeira estrutura móvel com posto de colheitas biológicas instalada no exterior do campus da Faculdade de Ciências, na zona entre o edifício C6 e a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Neste projecto, a SGS Portugal é responsável pela gestão de recursos, agendamento dos testes e pela implementação operacional do projecto no terreno, enquanto, a faculdade, por seu turno, assegura toda a componente de testagem, recolha e processamento de amostras, até ao envio dos resultados.

Ricardo Dias, investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, salienta que “o rigor e a qualidade dos testes de diagnóstico e rastreio realizados no âmbito deste projecto são assegurados pelo Centro de Testes (CT) da Ciências ULisboa, que dispõe de um Sistema de Contenção Biológica de nível 3, recomendado pela Organização Mundial de Saúde”. Recorde-se que o CT Ciências ULisboa é membro da Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da COVID-19, sendo certificado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e licenciado pela Entidade Reguladora da Saúde. Ricardo Dias acrescenta ainda que “o CT Ciências ULisboa encontra-se equipado com tecnologia de referência em gestão de informação clínica (CLINIDATA®), certificada pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, o que garante a comunicação de informação laboratorial em tempo real com a DGS – Direção Geral da Saúde”.

Teresa Vieira, business manager da Área Laboratorial da SGS Portugal, refere que “esta unidade laboratorial móvel de testagem funciona por sistema de marcação prévia, possuindo equipamentos de emergência médica, plano de contingência e reenvio clínico para situações emergentes, garantindo todas as condições de segurança necessárias e de acordo com as recomendações actuais da DGS”, acrescentando ainda que “também está equipada com um sistema de desinfecção, por nebulização, de modo a garantir o controlo microbiológico da estrutura, respectivas superfícies e ar”.

A unidade móvel FIGHT COVID está registada na Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e no INEM e conta, em permanência, com uma equipa de enfermeiros qualificados com experiência profissional comprovada em gestão de casos COVID-19 e por um responsável médico.

Share This

Partilhar este artigo