Embora continuem a operar com um grande nível de incerteza, as equipas de serviço ao cliente e de supply chain da Coca-Cola European Partners têm demonstrado uma capacidade extraordinária de adaptação e excelência em servir os seus clientes, segundo avança a empresa.

Contudo, o cenário do consumidor está a passar por grandes mudanças devido à pandemia, trazendo novas complexidades e novos requisitos de serviço. Para navegar por esses desafios com sucesso, a empresa diz estar focada em ser ágil e flexível, adaptar-se à procura e melhorar o serviço através de um melhor planeamento, bem como a investir em novas oportunidades para a cadeia de abastecimento, através de várias iniciativas.

Expandiram o armazém automático em Antuérpia, Bélgica, podendo agora armazenar 30.000 paletes, mais 9.000 do que antes, e inclui ainda uma variedade de formatos em vez de apenas paletes estandardizadas. Isto torna o local menos dependente de depósitos externos, reduzindo a quantidade de viagens, aumentando a economia de custos e reduzindo a pegada carbónica.

Destaca-se ainda o novo contrato de aluguer para a unidade de produção e logística da fábrica em Manheim, na Alemanha, por mais 100 anos. Esta é uma das fábricas mais avançadas da Alemanha a nível tecnológico. Nos últimos dois anos, a empresa investiu 50 milhões em duas novas linhas de produção e, em comparação com as linhas de produção das gerações anteriores, o lavador de garrafas da nova linha de vidro economiza até 40% de água e energia.

Por sua vez, na Península Ibérica, aumentaram a capacidade abrindo novas linhas de produção nas unidades de Valência, Sevilha, Tenerife e Barcelona. O objectivo é aumentar ainda mais, especificamente, até Dezembro de 2020, 14 linhas.

Além destes projectos, a empresa continua focada no tema da sustentabilidade na cadeia de abastecimento, de forma a reduzir a pegada de carbono, melhorar a embalagem, criar soluções de embalagem, utilizar menos água e apoiar as comunidades em que está inserida.

Share This

Partilhar este artigo