A Jungheinrich está a alargar a sua gama de equipamentos de movimentação de carga com a tecnologia de iões de lítio ideais para a indústria de frio (até -28º). Assim, vão passar a ser comercializados, no mercado português, os empilhadores eléctricos frontais EFG série 2 e 3 disponíveis para temperaturas negativas.

Estes equipamentos vêm juntar-se aos porta-paletes eléctricos EJE e ERE, stackers EJC e ERC ou order pickers horizontais como os ECE e os empilhadores retrácteis (modelo ETV). Com uma temperatura negativa de -28º garante-se mais de 80% das temperaturas das câmaras frigoríficas em utilização (normalmente entre -21 e -24º na indústria alimentar).

Para além das vantagens já conhecidas desta tecnologia, no frio negativo as baterias de iões de lítio têm vantagens suplementares. No processo de carga a reacção é muito rápida quando comparada com o chumbo ácido, para além de que a capacidade (que resulta da amperagem) é mais estável, já que as baterias de chumbo ácido perdem mais de 20% da sua capacidade efectiva quando estão a operar em frio. Além disso, a tecnologia de iões de lítio permite ter baterias mais pequenas, o que, em espaços reduzidos, como as câmaras frigoríficas, evita potenciais danos nos racks ou nas portas / paredes.

Por outro lado, e tendo em conta que o frio é usado maioritariamente para a conservação de produtos alimentares, o facto de não haver emissões ou possibilidade de derrame de ácidos, garante o cumprimento das mais rigorosas normas de higiene e segurança alimentar.

«A armazenagem de frio tem uma relevância muito significativa na indústria em Portugal, pelo que é um mercado com grandes oportunidades de crescimento. Com o lançamento destes equipamentos passamos a disponibilizar quase todas as máquinas que se utilizam na indústria de frio para utilização em câmaras frigoríficas até -28º», salienta Mark Wender, managing director da Jungheinrich Portugal.

 

Share This

Partilhar este artigo