A impugnação aplicada à CP que impedia fechar o primeiro concurso de material circulante em praticamente duas décadas, foi levantada, permitindo agora que a transportadora pública ferroviária já possa assinar o contrato para comprar 22 novos comboios regionais. Contudo, este atraso irá obrigar a que a empresa prolongue, por mais dois anos, o aluguer de comboios a Espanha.

Em Dezembro de 2019, os Suíços da Stadler venceram o concurso para fornecer os 22 novos comboios regionais por 167,8 milhões de euros, menos 500 mil euros do que o preço base.

Serão entregues 12 automotoras híbridas, que podem funcionar a diesel e a electricidade, e 10 automotoras eléctricas. No entanto, entre a assinatura do contrato e a chegada das primeiras unidades, serão necessários mais de três anos. Quando chegar o primeiro comboio, os restantes 21 terão de chegar, no máximo, no espaço de 22 meses.

Esta compra é independente da aquisição de 50 carruagens da CP à Renfe, concretizada em Junho deste ano por 1,6 milhões de euros.

Nos próximos anos serão lançados concursos para a compra de 129 novos comboios, num montante próximo de mil milhões de euros: 62 para serviços urbanos, 55 regionais e ainda 12 unidades para longo-curso.

Share This

Partilhar este artigo