O VSR700, protótipo do sistema aéreo não tripulado (UAS) da Airbus Helicopters, realizou no final de Julho o seu primeiro voo livre, durante dez minutos, num centro de testes de drones perto de Provença, no Sul de França. Trata-se de um grande passo que requereu uma implementação de um sistema geofencing, um perímetro virtual, que permitiu e justificou uma autorização de voo das autoridades de aeronavegabilidade para o voo livre.

Este helicóptero é um sistema aéreo autónomo na gama de peso máximo de descolagem de 500 a 1.000kg, oferecendo a melhor combinação de carga útil, resistência e custo operacional. Consegue transportar vários sensores navais durante longos períodos e pode operar a partir de navios existentes, ao lado de um helicóptero, com uma baixa pegada logística.

“O voo livre concretizado pelo VSR700 é um passo importante que conduz aos ensaios no mar que serão realizados no fim de 2021, como parte dos ensaios para o futuro drone da Marinha francesa”, disse Bruno Even, CEO da Airbus Helicopters. “Graças ao PlanAero francês, o programa fará pleno uso de dois aparelhos de teste e de um veículo opcionalmente pilotado para desenvolver e aperfeiçoar os aspectos técnicos e operacionais para o sucesso das operações UAS num ambiente naval”, explica ainda.

O voo inaugural do VSR700 foi feito em Novembro de 2019, e agora com este novo passo poderão passar, progressivamente, para o envelope de voo. Desde Novembro, o programa não só implementou a função de geofencing, mas também um sistema de Terminação de Voo, permitindo que a missão fosse terminada, caso necessário. Foram ainda efectuadas modificações ao veículo, juntamente com evoluções e actualizações de software do piloto automático, bem como modificações e reforços estruturais.

Share This

Partilhar este artigo