A Câmara Municipal da Guarda irá investir mais 1,2 milhões de euros na execução da terceira fase da expansão da Plataforma Logística, com o objectivo de criar 41 novos lotes de terreno, totalizando 197 lotes.

De acordo com o município, o espaço integra a rede nacional de plataformas logísticas e consiste numa “estrutura de operação internacional e um interface privilegiado para a actividade empresarial e industrial”, e visa “potenciar a importação e exportação, facultando também excelentes condições para a actuação nacional e regional”.

A obra de requalificações inclui rede viária, plano de acessibilidades, redes de drenagem pluvial e de águas residuais, projecto eléctrico e de infraestruturas de telecomunicações, arranjos externos, sinalização, entre outros.

O espaço integra ainda um Parque TIR para apoio aos camiões, com 110 lugares e estacionamento para viaturas pesadas em que 15 são destinados ao transporte de frio.

Foi deliberado o lançamento do concurso público da empreitada que será candidatada a fundos europeus. Segundo Carlos Chaves Monteiro, Presidente da Autarquia, a candidatura terá de ser submetida até ao dia 30.

A Plataforma Logística da Guarda encontra-se na confluência das auto-estradas A25 e A23 que, segundo o município, são os principais eixos de ligação rodoviária a toda a Europa, litoral de Portugal e Lisboa, e encontra-se apenas a 40 minutos da fronteira com Espanha.

Share This

Partilhar este artigo