A startup The Loop Company (The Loop Co.), tecnológica coimbrense, vai instalar o seu primeiro centro de logística inversa e economia circular da Península Ibérica na Guarda, e prepara-se para avançar para a internacionalização através de Espanha. Acompanhando o centro também irá ser instalado um armazém para lhe dar suporte, um data center para o armazenamento de informação sobre os produtos e um contact center para a catalogação e avaliação dos produtos.

Através deste centro, a The Loop Co. vai fazer o controlo e a gestão dos produtos, desde o armazém ao consumidor, com o objectivo de recuperar o seu valor, seja através da revenda, reparação, reaproveitamento ou reciclagem, ou seja, um novo conceito de fábrica de economia circular que dá uma nova vida aos produtos usados, e o produto final é um artigo em segunda mão recuperado, limpo e embalado.

“Neste trimestre, vamos ter a decorrer em Espanha a primeira campanha da Book in Loop, permitindo que as famílias reutilizem manuais escolares e tenham benefícios económicos, além das vantagens ambientais. Planeamos que mais projectos sigam o mesmo rumo nos próximos meses e, por isso, o centro de logística inversa e economia circular vai ser preponderante para fazermos toda a gestão e reparação dos produtos para que sejam entregues como novos a quem optar pela via do consumo sustentável”, comenta Ricardo Morgado, co-fundador da The Loop Co..

A The Loop Co. vê a região como uma localização estratégica para a gestão entre Portugal e Espanha, e está em contacto com os diferentes municípios da região para a instalação do armazém para receber os bens e equipamentos para que sejam avaliados e preparados para envio.

A startup actua nas áreas do comércio electrónico e economia circular, inovação e impacto social e desenvolvimento de soluções tecnológicas, e em entrevista ao jornal A Guarda, Ricardo Morgado explica que “acreditamos que o tempo de vida útil de alguns produtos é muito superior àquele durante o qual habitualmente os utilizamos. Por isso, vemos a economia circular como uma área de negócio que permite prolongar a utilização dos produtos, promovendo a sustentabilidade ambiental, e que, ao mesmo tempo, traz vantagens económicas para quem opta pela via do consumo sustentável – além das questões ambientais, claro”.

Relativamente à internacionalização, o co-fundador comenta à mesma fonte que “neste trimestre, vamos lançar em Espanha o nosso primeiro produto, a Book in Loop e planeamos que mais projectos sigam o mesmo rumo nos próximos meses”.

Share This

Partilhar este artigo