De acordo com dados divulgados pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) relativamente ao ano 2018, até então Portugal era “um dos países que menos utilizava o transporte ferroviário e dos poucos onde a quota de mercado da ferrovia não crescia nos últimos anos” a nível europeu.

No segmento das mercadorias destacou-se um aumento de 65% no transporte de contentores, bem como uma “redução de 39% no transporte de coque e produtos petrolíferos refinados”.

A Medway, antiga CP Carga, “aumentou para 86% a sua quota-parte do transporte total de mercadorias por modo ferroviário, sendo o maior operador na generalidade dos grupos de mercadorias”, de acordo com a mesma fonte.

Comparando o nosso país aos restantes países europeus, a AMT também realça que “Portugal é dos poucos que tem o mercado de transporte ferroviário de mercadorias 100% privado”.

Share This

Partilhar este artigo