Alguns meses após se ter registado o pico da disseminação do Coronavírus na Ásia, as actividades começam agora a voltar à normalidade.

Segundo a DSV, a produção na China está a aumentar, bem como os negócios de grande parte do país. No Sul, os níveis de actividade já estão próximos do normal, embora o Norte e Centro ainda não estejam no mesmo pé. Contudo, com a produção a recuperar, estima-se que se registem grandes congestionamentos nos maiores portos, embora possa ser mitigado pela queda da procura no Ocidente.

Neste momento, os transitários internacionais da China já estão a operar normalmente, à excepção dos que estão localizados em Wuhan, epicentro da pandemia, e Hubei.

No que diz respeito à frota marítima, o cenário é idêntico, embora com algumas limitações. As operações portuárias em toda a China estão em normal funcionamento e a capacidade de refrigeração em muitos dos portos, como Pusan, Hong Kong, Xangai, Ningbo e Tianjin, estão a operar a 80%.

Para combater o aumento da procura previsto para Abril, serão implementados navios de grandes dimensões.

À excepção de Hefei e Wuhan, todos os aeroportos chineses estão a funcionar normalmente, bem como as operações de carga aérea em Hong Kong, Japão e Coreia do Sul. Por sua vez, os voos regulares foram cancelados de forma a aproveitar as oportunidades no mercado de frete.

Já no sector do transporte rodoviário de mercadorias, um dos principais problemas consiste no número de motoristas disponíveis, situação que, apesar de tudo, tem vindo a melhorar gradualmente.

No que diz respeito às fronteiras, enquanto algumas permanecem fechadas, existem outras que começam a abrir, como é o caso das que estão entre a China e o Vietname, Vietname e Laos, e China e Cazaquistão. Foi ainda retomado o serviço de transporte da China para o Vietname, Laos e Tailândia.

Share This

Partilhar este artigo