A ROFF foi a responsável pela recente implementação do primeiro ERP SAP S/4HANA Cloud na cloud pública no nosso país, na Natixis Portugal, uma dependência da divisão internacional de banca empresarial de investimento e serviços financeiros do Groupe BPCE – Banque Populaire & Caisse d’Epargne, o segundo maior grupo bancário em França.

Segundo a ROFF, a Natixis solicitou a implementação de um software multi-moeda, multi-idioma, user-friendly, e que fosse escalável tendo em vista a substituição do actual sistema que tinham operacional, respeitando desde logo o forte crescimento da organização e que respeitasse os altos requisitos de segurança e de compliance.

Para além disso, a Natixis também procurava um software que se adequasse ao seu modelo de negócio, tivesse integração com todas as áreas funcionais e o respeito pelo regulamento GDPR. “O SAP S4/HANA Cloud foi a solução identificada como a que melhor respondia a todos estes requisitos e a ROFF o parceiro escolhido para proceder à implementação”, comentou a tecnológica.

A ROFF destaca ainda algumas das potencialidades que o software oferece, e explica que “para além de ser um sistema de fácil utilização em ambiente web e com enorme portabilidade e independência do HW utilizado (portátil, laptop, telemóvel), passa a funcionar como a plataforma que assegura a consistência e integração de toda a informação das diversas áreas de companhia”, existindo ainda uma ferramenta de reporting por cima deste ERP, “que assegura a disponibilização de informação de forma única e standard pelos diversos elementos da organização”.

Ao nível da agilidade na execução de todos os procedimentos e processos suportados, a integração da informação em SAP S/4HANA Cloud permite alcançar melhores níveis de eficiência e cumprimento de tarefas, revela a empresa.

A implementação envolveu as áreas funcionais de Finanças, Compras, Vendas, Analítica, Tesouraria e Controlo de Gestão, além da ferramenta de Reporting e Planeamento SAP Analytics Cloud que, entre outros relatórios importantes, assegura toda a comunicação com a sede do grupo em Paris.

“Foi um desafio constante, mas muito motivador” para a tecnológica implementar o primeiro sistema neste modelo, o que justifica ter acontecido pelo facto do produto e da metodologia de implementação, agile, terem uma abordagem completamente novas.

A solução foi implementada em apenas cinco meses, num período record, e o go-live do projecto ocorreu em Janeiro de 2020, o que constituiu um desafio adicional para a ROFF. Apesar das dificuldades, ao terceiro dia útil de Fevereiro, todas as tarefas habituais de fecho de mês foram concretizadas, incluindo o reporting para a sede. Segundo explica a empresa, “as equipas envolvidas, com a motivação e qualidade adequadas permitiram executar o projecto em 5 meses e cumprir o arranque na data prevista”.

“Encontram-se em estudo novos projectos de transformação digital que visam proporcionar a melhoria, integração e automatização de alguns processos, incorporando dessa forma, valor adicional a este projecto inicial”, revela ainda a empresa.

“Foi uma aposta numa solução que se revelou desafiante, mas vencedora”, conclui a ROFF.

Share This

Partilhar este artigo