“Be the change you want to see in the world [sê a mudança que queres ver no mundo] – a responsabilidade de definir objectivos ambiciosos de mudanças positivas, pessoais e profissionais e o desafio de superação de todas as dificuldades para atingir esses mesmos objectivos”, refere Pedro Freire, actual Head of Supply Chain Service Center da Nestlé Nespresso SA.

Licenciado em Engenharia Química – Biotecnologia pelo Instituto Superior Técnico, Pedro Freire fez o seu percurso profissional até ao momento na Nestlé e Nespresso, tendo passado por Espanha, Suíça e França. Desempenhou cargos como Team Member SAP APO Implementation e, posteriormente, coordenador da mesma função, Demand & Supply Planning Manager e Logistics Manager.

Há cerca de um mês passou de Market Account Lead for France, Germany e UK na Nestlé Portugal, cargo que geriu durante quase dois anos, para Head of Supply Chain Service Center na Nespresso, liderando assim o Centro de Serviços que foi estabelecido recentemente em Lisboa com um perímetro de acção que integra mais de 60 países.

O profissional explica que a experiência que deteve até então foi decisiva para desempenhar o novo cargo “após 14 anos passados na Nestlé em Produção Industrial, implementação de SAP e Supply Chain, tive a oportunidade de integrar a equipa de um dos negócios mais dinâmicos e inovadores do grupo: a Nespresso. Um primeiro desafio em Demand & Supply Planning na sede Suíça seguiu-se um segundo em Order Fulfilment Centers e Delivery Services no mercado francês”.

Actualmente, a Nespresso enfrenta desafios nas áreas que constituem a supply chain, desde demaning planning até delivery services, segundo Pedro Freire.

Para o futuro, existem “ambiciosos objectivos” que a empresa pretende alcançar que “implicam uma supply chain baseada em processos internos com total fluidez transversal, capaz de proporcionar uma experiência diferenciadora para o cliente e com custos optimizados local e globalmente”, refere o Head of Supply Chain Service Center. Para isso, o centro de serviços de Lisboa terá um papel-chave nestas áreas, já com projectos em implementação.

Share This

Partilhar este artigo