Para 2020, a Transnautica Global Logistics tem dois grandes objectivos empresariais: um de modernização tecnológica e o outro de expansão geográfica, concretamente para Maputo.

Actualmente, segundo avançou ao Jornal de Negócios Miguel Pereira, general manager land & contract logistics da empresa,  18% da facturação da empresa vem da distribuição nacional, embora a estratégia passe por “melhorar a distribuição nacional através de plataformas e meios próprios”. De realçar que em Abril, a empresa de Vila do Conde abriu uma plataforma logística em Coimbra, além de já estar também em  Alverca. 30 mil metros quadrados de espaço para a logística contratual se juntarmos a estas duas instalações a que a empresa dispõe em Oiã, em Oliveira do Bairro.

Neste momento, o primeiro mercado da Transnautica Global Logistics, responsável por 5% da facturação é Espanha, para onde o transitário tem saídas diárias, embora sejam igualmente importantes a linha directa para Itália e o reforço nas saídas para França. No Norte da Europa, têm também vindo a aumentar o volume de negócos e de clientes: “mais de trinta países na Europa” com linha directa, além de “hubs” no bloco de leste e parcerias na rede mundial de transitários. Entre as mercadorias transportadas estão a cortiça, os vinhos, o têxtil, o calçado e a metalomecânica, embora ao Jornal de Negócios Miguel Pereira tenha garantido que vai “entrar em força no automóvel”.

Na estratégia da empresa, para 2020, está Moçambique. Da sinergia com a Mega – Cash & Carry, irá nascer a Transnautica Maputo, com uma forte aposta no transporte aéreo e marítimo, “uma consequência lógica da gestão de mercadorias” e do crescimento das operações em Moçambique, explica o gestor. A aposta tecnológica prende-se com um novo software de “customer experience management”, desenhado para “uma melhor gestão operacional e comercial, para uma melhor interação com o cliente”, o qual vai poder, por exemplo, fazer o acompanhamento da carga em tempo real. “Isto vai mudar a empresa”, garante o responsável da Transnautica Global Logistics.

Share This

Partilhar este artigo