O Organic Cotton Traceability é um projecto-piloto que arrancou em 2018, com o objectivo de testar e validar marcadores sobre os produtos e, combinando com a tecnologia blockchain, verificar a viabilidade deste sistema de rastreabilidade dentro da realidade da indústria têxtil e do vestuário.

Tendo-se verificado o sucesso da experiência, o projecto pode agora ser implementado em grande escala no sector do algodão orgânico. Apresenta um grande potencial para rastrear outras fibras preferenciais, desde o cultivo até ao consumidor.

Em declarações ao just-style, Katrin Ley, Directora de Gestão da Fashion for Good, afirma que “enquanto plataforma global para a inovação, com muitas marcas a apoiar-nos, estamos satisfeitos por observar a forma como a expansão à escala de um dos nossos inovadores se tornou num esforço de vários accionistas, a partir do qual irá beneficiar a indústria. Estas tecnologias vão melhorar o modo como as empresas mapeiam, auditam, certificam e monitorizam as suas cadeias de valor, permitindo-lhes combater imediatamente os problemas e construir processos transparentes”.

Por detrás do projecto está o parceiro técnico líder Bext360, que permite seguir cada transacção ao longo da cadeia de aprovisionamento, acedendo à classificação da qualidade do algodão, desenvolvida automaticamente por tecnologia de inteligência artificial.

Fazem ainda parte do projecto uma start-up de blockchain agrícola, e as empresas IN-Code Technologies, que fornece as etiquetas de código electrónico NFC que prevêem verificações adicionais através de dados digitais recolhidos ao longo da produção, a Haelixa, Tailorlux, e a Corebiome, cujas tecnologias fluorescentes invisíveis e microbiomas foram aplicadas na rastreabilidade do algodão orgânico.

“O sucesso do piloto Organic Cotton Traceability oferece um impulso positivo no sentido da rastreabilidade e da transparência na cadeia de valor”, refere Katrin Ley.

 

Share This

Partilhar este artigo