Decorreu este fim de semana, em mais de 2 mil superfícies comerciais, de 21 regiões do país, uma campanha nacional de recolha de produtos alimentares, promovida pelo Banco Alimentar contra a Fome.

O apoio dos 40 mil voluntários dos 21 bancos alimentares espalhados pelo país revelou-se determinante nesta campanha onde se recolheram 2130 toneladas de alimentos.

Os produtos e géneros alimentares recolhidos serão distribuídos já a partir desta semana pelas 2.400 instituições de solidariedade social, que os vão fazer chegar a cerca de 380 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas.

O Banco Alimentar Contra a Fome foi criado em Portugal em 1991 com a missão de lutar contra o desperdício e distribuir apoio alimentar a quem mais precisa, em parceria com instituições de solidariedade e com base no trabalho voluntário.
A nível europeu existem 290 Bancos Alimentares operacionais em 24 países, que, em 2018, distribuíram mais de 781.000 toneladas de alimentos — equivalentes a 4,3 milhões de refeições diárias, em parceria com 45.700 organizações sociais, beneficiando mais de 9,3 milhões de pessoas.

Share This

Partilhar este artigo