A UPS apresentou a sua nova Country Manager para a Península Ibérica. Elisabeth Rodríguez será responsável pelo negócio português e espanhol relativamente às operações, desenvolvimento de negócio e estratégia da UPS, substituindo assim Fernando Falcon, que passará a assumir a função de controller da UPS Air Region.

Por parte da UPS, o presidente da subsidiária europeia, Lou Rivieccio, refere que a nova responsável possui uma vasta experiência dentro da empresa e que esta se encontra preparada para assumir o cargo. “Estamos entusiasmados por poder acrescentar a este projeto o foco que a Elisabeth tem nas pequenas empresas na Europa. Com o seu conhecimento e experiência, Elisabeth irá ajudar os nossos clientes em Portugal e Espanha a usufruírem da rede logística global inteligente da UPS para potenciarem o seu crescimento”, revela.

Elisabeth chegou à empresa no início do século, em 2001, e como tal possui 18 anos de experiência na UPS Europe, tendo desempenhado funções em Bruxelas, Dublin, Milão e Estocolmo. Começou como billing administrator, desempanhou cargos das áreas de gestão financeira e contabilidade, com responsabilidades crescentes, chegando a Country Manager da Irlanda, e mais recentemente a directora financeira da UPS UK, Irlanda e Países Nórdicos, com sede em Londres.

“Sinto-me especialmente orgulhosa em aceitar esse novo desafio e ajudar os nossos clientes a desenvolverem os seus negócios. Portugal e Espanha são economias focadas na exportação e há oportunidades consideráveis para que a UPS ajude as pequenas empresas a aproveitarem novas oportunidades de crescimento no mercado global. Também estarei empenhada em contribuir para o desenvolvimento do comércio inclusivo, auxiliando as empresas lideradas por mulheres a exportarem mais e incentivando as mulheres a prosseguirem carreiras na área da logística”, revela a nova responsável.

Elisabeth Rodríguez revela estar empenhada em “incentivar mais mulheres a prosseguirem carreiras na área do transporte e logística”, que anteriormente era mais facilmente atraído pelo sexo masculino. O comunicado da empresa revela ainda que a UPS se encontra “a trabalhar para eliminar as barreiras existentes ao acesso das profissionais femininas”, procurando incentivar as mulheres que assumem cargos de gestão a permanecer na empresa e desenvolverem ali as suas carreiras.

Share This

Partilhar este artigo