A parafarmácia online Mifarma irá construir um novo armazém de 25 mil metros quadrados, com um investimento de três milhões de euros, que sustentará o seu crescimento em Espanha e a sua expansão para alguns países da Europa, como é o caso de Portugal, França, Reino Unido e Itália. As obras deverão iniciar-se entre o final de 2019 e começo de 2020.

A loja online recebe, por mês, 1,9 milhões de visitas únicas e responde a quatro mil pedidos diários. Um dos planos que pretendem levar a cabo é investir mais 200 mil euros em versões web para Portugal, bem como os países europeus referidos. Para já, apenas a plataforma portuguesa se encontra operacional, tendo sido lançada em Junho.

A empresa ocupava, desde 2010, um armazém próprio de três mil metros quadrados em Tarazona de la Mancha, em Albacete, Espanha. No entanto, há dois meses, mudou-se para um espaço maior, na zona industrial de Camporroso, em Chinchilla, graças ao crescimento das vendas. No entanto, irá manter-se em regime de aluguer até se mudarem para um novo armazém.

“A nossa vantagem sobre as farmácias tradicionais é a variedade. Temos mais de 50 mil produtos que compramos directamente a fabricantes ou distribuidores oficiais, o que nos permite ajustar o preço, embora a margem seja pequena”, afirma Reme Navarro, farmacêutica fundadora da loja online.

As leis comunitárias apenas permitem a venda online de medicamentos que não estão sujeitos a receita médica, mas como são poucos e podem ser adquiridos em qualquer farmácia, os fundadores optaram por vender apenas produtos de parafarmácia, como champôs, chupetas, vitaminas, itens ortopédicos, entre outros.

No primeiro ano não chegaram aos 100 mil euros de facturação. No entanto, no ano seguinte aproximaram-se de um milhão. As vendas aumentaram de 20,47 milhões para 31,3 milhões de euros, em 2018. Este ano, a Mifarma prevê atingir um número de vendas próximo dos 48 milhões, devido à ampliação do catálogo de produtos e à entrada em novos mercados.

Share This

Partilhar este artigo