A geração de millennials está a tornar-se cada vez mais uma influência importante para o mercado, tendo como grandes preocupações distintivas uma maior rapidez de entrega, sustentabilidade, rastreabilidade, direitos humanos ou ambiente, e responder a todas estas necessidades tem sido um grande desafio para as empresas.

De acordo com um estudo da UPS, Industrial Buying Dynamics, realizado entre boomers (nascidos entre 1946 e 1964), generation X (entre 1976 e 1981) e millennials (entre início da geração de 80 até ao final dos anos 90) são estes últimos os mais prováveis de comprar directamente ao fornecedor, ao invés de a um distribuidor ou num mercado electrónico. O estudo revela ainda que com esta nova geração houve ainda mudanças a nível demográfico, de padrões de procurement, sourcing internacional e de serviço no pós-venda.

As diferentes gerações encaram o mercado de diferentes formas, e enquanto os boomers (46%) e os generation X (38%) preferem fazer as suas compras através de um distribuidor, 38% dos millennials procuram directamente o fabricante (um aumento de quase 20% nos últimos dois anos e que tende a crescer), valor que para as outras fica nos 29% e nos 35%, respectivamente.

As gerações mais velhas tendem a utilizar mais os sites de empresas e mecanismos de pesquisa, passando depois ao contacto com o representante de vendas quando procuram um novo fornecedor, revela o estudo, mas os distribuidores tiveram um decréscimo de 15% nas vendas nos últimos dois anos, e isso deveu-se em grande parte à mudança de mentalidades e de necessidades entre diferentes gerações.

“A ascensão dos millennials nos locais de trabalho surge numa nova era que desafia as normas das empresas a longo prazo”, afirma Booke Yamini, Vice President of Marketing Operations na UPS, e que “estes jovens consumidores, peritos em tecnologia, não querem apenas que os seus pedidos sejam entregues rapidamente, mas também são influenciados por serviços adicionais e suporte no pós-venda”. 87% dos millennials inquiridos revelou mesmo que era provável alterarem o seu negócio para obterem um melhor suporte no pós-venda nos próximos três a cinco anos.

Relativamente ao sourcing, a nova geração trouxe ainda uma nova procura a nível internacional, admitindo que adquirem cerca de metade dos seus produtos fora do seu país, valor muito acima do registado nas gerações anteriores, e que os inquiridos se encontram dispostos a pagar mais por um serviço express além-fronteiras. 26% dos inquiridos esperam pedidos em dois dias, e 81% dizem que por vezes os seus serviços requerem entregas no próprio dia.

As tendências e exigências alteraram imenso nos últimos anos, e tudo aponta para que assim continue, com os millennials a serem cada vez mais restritos com o que compram e de que forma, tendo uma grande preocupação com a sustentabilidade e serviço pós-venda – colocando-os à frente do preço e da qualidade – e não sendo fiéis às tradições e recorrendo aos meios sociais como forma de pesquisa ao invés de contratar um representante de vendas.

Share This

Partilhar este artigo