A empresa pública catalã Cimalsa, propôs a realização de um estudo para traçar a Estratégia Logística para a Internacionalização da Economia Catalã, ou seja, o modelo logístico da Catalunha nos próximos 20 anos.

Este projecto surge no âmbito do plano estratégico da Cimalsa 2019-2025, que afirma existir a necessidade de desenvolver “um documento que reflicta a Estratégia Logística da Catalunha que integre o planeamento estratégico dos diferentes actores públicos e privados, para criar um modelo que permita impulsionar a consolidação necessária do sistema logístico catalão”.

Além disso, na secção das especificações técnicas do contrato, na qual as ofertas devem ser apresentadas até ao dia 20 de Junho, é explicado que o modelo do estudo deve também definir as linhas estratégicas comuns de colaboração com outras regiões vizinhas.

Para que o documento se apresente realista e operacional, a Cimalsa compromete-se a levar a cabo um “extenso processo participativo durante a realização de todo o trabalho”.

Os requisitos técnicos sugerem que é necessário ter órgãos e instituições relevantes no campo, como departamentos universitários e operadores logísticos e de transportes. No que diz respeito às empresas do sector e respectivos clientes, o seu papel no processo participativo de elaboração da estratégia é importante, tendo em conta que a sua localização e planos de expansão serão fulcrais para a construção da base da procura em termos de infra-estruturas e serviços da Catalunha, nos anos que se avizinham.

Este projecto deve ter em conta vários cenários com base em diferentes factores, sendo que os cenários alternativos devem considerar, por exemplo, a multimodalidade e o transporte marítimo de curta distância ou a incidência do corredor do Mediterrâneo.

Em suma, será elaborada uma análise SWOT, na qual “a posição estratégica da Catalunha é destacada como o centro do comércio e rotas de transporte internacional”.

O documento final deve incluir uma estimativa dos investimentos associados, propor modelos de colaboração e financiamento, bem como uma metodologia de monitorização da estratégia por meio de indicadores que permitam avaliar a sua implementação. Todos estes factores culminam nos seguintes objectivos: ter um mapa do solo logístico de toda a Catalunha, identificar modelos de colaboração públicos e privados, conhecer a procura por inovação e planear acções específicas para a Administração Pública.

Share This

Partilhar este artigo