De forma a reforçar a sua presença em Espanha, os Correios de Portugal, S.A. (CTT) estão a avaliar a compra da Envialia, uma operadora de expresso e encomendas, para juntar à Tourline Express, empresa que já detêm em território espanhol, segundo o jornal ECO.

Com esta aquisição, os CTT passariam a ser uma força representativa a nível de quotas no mercado do comércio electrónico espanhol, somando 10%-12% da Tourline e 4%-5% da Envialia. Esses 14%-17% posicionariam a empresa portuguesa num patamar significativo no sector do transporte urgente, colocando-a atrás da SEUR, DHL e GLS.

Com a recente entrada da Correos em Portugal, que adquiriu 51% da Rangel Express, o clima de pressão já paira sob os Correios de Portugal que já estão a avaliar esta aquisição há, pelo menos dois anos.

No entanto, o crescimento na área de expresso e encomendas em Espanha, mostra-se crítico para os CTT devido a uma série de motivos que se prendem pelo facto de o mercado espanhol ser significativamente maior do que o português; o ‘boom’ do e-commerce em Espanha ainda estar a acontecer, como em Portugal; os fluxos ibéricos são significativos e estão a aumentar; e a crescente centralização das decisões para o mercado ibérico em Madrid.

A Envialia foca-se, sobretudo, nos envios urgentes e tem, até, uma operação em Portugal através de uma rede de franchising. A empresa tem uma facturação na ordem dos 50 milhões de euros.

Os CTT também já direccionaram o foco para a MRW e a Tipsa, duas empresas maiores do que a Envialia. Contudo, por diferentes motivos, nenhuma das aquisições se sucedeu.

Share This

Partilhar este artigo