As exportações de têxteis e de vestuário portuguesas bateram recordes em 2018, registando mais de 5 mil milhões de euros neste âmbito. No entanto, o sector encontra-se perante diversos desafios, como o aumento da procura externa, as novas tecnologias e paradigmas da moda e, também, na área da logística.

Detendo já uma posição consolidada no mercado, a Rangel encontra-se presente neste mercado actuando de diversas formas.

Em 2012, criou a unidade Fashion & Lifestyle que tem acompanhado o crescimento deste sector, fazendo ajustes às suas operações de transporte e logística, aos fluxos da cadeia e às necessidades dos empresários portugueses.

Esta unidade, exclusivamente dedicada ao sector da moda, manuseia, anualmente, mais de nove milhões de peças de vestuário, sete milhões de pares de sapatos e expede mais de quatro milhões de volumes. Nuno Rangel, CEO da Rangel Logistics Solutions, afirma ao Jornal T que “a nossa resposta personalizada e integrada baseia-se em processos consolidados, qualidade de serviço e flexibilidade, acompanhando as dinâmicas deste sector”.

Além do transporte nacional e internacional, em regime de roupa pendurada e embalagens de cartão, a operadora logística oferece soluções como gestão de stock, controlo de qualidade, preparação de encomendas, sortimento, embalamento, etiquetagem e entrega directa em lojas ou centros de distribuição.

Com o propósito de apoiar os fabricantes, agentes e marcas nacionais e europeias, a Fashion & Lifestyle da Rangel criou uma rede global de parceiros com fortes ligações em mercados estratégicos europeus, como Espanha, Alemanha, França, Reino Unido, Holanda, Escandinávia e Itália.

No entanto, a Rangel também actua com vários produtores, marcas e estilistas nacionais e internacionais, assegurando as suas operações de transporte e logística, como é o caso da ADStyle e da Twintex.

Especializada em soluções inovadoras direccionadas a todas as áreas da indústria da moda, a ADStyle, empresa do grupo Adalberto, confiou à Rangel a sua actividade de logística em armazém. Explica que esta parceria surge “no momento de aumentar a nossa capacidade logística e garantir ao cliente a flexibilidade e rapidez necessária na separação e entrega da mercadoria”. O serviço é desenvolvido de forma minuciosa e inclui a recepção de mercadorias, picking, separação de mercadorias por cores, gestão e preparação de encomendas para expedição internacional.

Por sua vez, a Twintex, criada em 1979 na Covilhã, dedica-se à produção de vestuário de luxo, tanto para homem como para mulher. Actualmente, encontram-se numa fase próspera no que respeita ao crescimento da sua produção e exportação, que exige maiores esforços logísticos a montante. Desta forma, a Rangel tem vindo a desenvolver serviços personalizados às necessidades da empresa de têxtil, disponibilizando espaço para armazenamento, bem como assegurando a distribuição dos produtos a uma escala global.

Share This

Partilhar este artigo